A tireóide é uma glândula em forma de borboleta, localizada na parte anterior do pescoço, logo abaixo da região conhecida como Pomo de Adão. Produz hormônios conhecidos como T3 e T4 que atuam nas funções de órgãos muito importantes como o coração, cérebro, fígado e rins. Eles interferem também no crescimento e desenvolvimento das crianças e adolescentes, na regulação dos ciclos menstruais, na fertilidade, no peso, na memória, na concentração e no humor.

HIPOTIREOIDISMO

Os níveis destes hormônios são baixos, o corpo funciona mais lentamente: o coração bate mais devagar, o intestino prende e o crescimento pode ficar comprometido. Ocorre também a diminuição da memória, um cansaço excessivo, dores musculares e articulares, sonolência, pele seca, ganho de peso, aumento nos níveis do colesterol no sangue e até depressão.

HIPERTIREOIDISMO

Com o excesso de hormônio tireoidiano, seu corpo vai funcionar mais depressa: o coração dispara, o intestino solta, a pessoa fica agitada, fala demais, gesticula muito, dorme pouco, emagrece e por vezes fica muito cansado.

NÓDULOS DE TIREÓIDE

Estima-se que 60% da população brasileira tenham nódulos na tireóide em algum momento da vida. Apenas 5% dos nódulos são cancerosos. O reconhecimento deste nódulo precocemente pode salvar a vida da pessoa e a avaliação do especialista é decisiva. Uma vez excluído o câncer de tireóide, uma opção terapêutica, é a Alcoolização por Injeção Percutânea de Etanol guiada por ultrassom (IPE). O grande diferencial da IPE aos métodos atualmente empregados (cirurgia, iodo, medicamentos) deve-se ao fato de ser um procedimento rápido, ambulatorial, com mínimos efeitos colaterais, não interferindo nas atividades diárias do paciente e o mais importante, não altera a função hormonal da tireóide.

Fechar menu